Resenha: O teorema Katherine


Título: O teorema Katherine (an abundance of Katherines)
Autor: John Green
Editora: Intríseca



"Após seu mais recente e traumático pé na bunda - o décimo nono de sua ainda jovem vida, todos perpetrados por namoradas de nome Katherine - Colin Singleton resolve cair na estrada. Dirigindo o Rabecão de Satã, com seu caderninho de anotações no bolso e o melhor amigo no carona, o ex-criança prodígio, viciado em anagramas e PhD em levar o fora, descobre sua verdadeira missão: elaborar e comprovar o Teorema Fundamental da Previsibilidade das Katherines, que tornará possível antever, através da linguagem universal da matemática, o desfecho de qualquer relacionamento antes mesmo que as duas pessoas se conheçam.
Uma descoberta que vai entrar para a história, vai vingar séculos de injusta vantagem entre Terminantes e Terminados e, enfim, elevará Colin Singleton diretamente ao distinto posto de gênio da humanidade. Também, é claro, vai ajudá-lo a reconquistar sua garota. Ou, pelo menos, é isso o que ele espera."
    Depois que li A culpa é das estrelas, precisava urgentemente ler outro título de John Green, e logo que fiquei sabendo que a intrínseca tinha lançado esse, mau pude esperar para conferir.
Colin Singleton é um garoto prodígio de 17 anos, que já teve 19 namoradas, e todas elas -prestem bem atenção nesse ponto- todas, se chamavam Katherine, e todas terminaram com ele. Depois que a Katherine XIX termina com ele, Colin fica realmente mal. E para piorar toda a situação, ele acha que perdeu todo seu potencial(se é que já o teve algum dia), que não é mas prodígio e muito menos um gênio, embora tudo que ele queria na vida era ser importante para o mundo e, claro, ter a Katherine XIX de volta.
   Vendo-o nesse estado, seu único e melhor amigo, Hassan, o convence a levantar e propõe uma viagem para longe de tudo isso, para que ele esqueça dos problemas. Juntos, em um carro Oldsmobile cinza -conhecido como Rabecão de Satã- os dois partem sem rumo, sem roteiro ou mapa. Até que por um acaso do destino chegam à uma cidadezinha chamada Gutshot, no Tenessee.
   Lá conhecem Lindsey Lee Wells, que os leva a uma visita guiada e depois sua mãe, Hollis os convida para ficarem hospedados em sua casa (Lê-se: Mansão extremamente cor-de-rosa) e os oferece um emprego por todo aquele verão.
   Durante sua estadia na cidadezinha onde todos tem um sotaque caipira, Colin põe no papel suas recentes ideias para o que ele batizou de Teorema Fundamental da Previsibilidade das Katherines, onde tenta comprovar que consegue, por meio de gráficos e muita, muita matemática, afirmar que todos os relacionamentos são previsíveis, qual será a duração de cada caso e quem vai terminar com quem. Para isso ele usa como base, os seus 19 relacionamentos, no qual sempre era: Colin-Terminado e Katherine-Terminante.
  Entre muito humor, personagens com personalidades exclusivas e muita matemática- sem se tornar chato, como nas salas de aula- o Sr. Green nos passa uma linda lição de que o futuro é incerto, imprevisível e será sempre indecifrável, e que todos nós -prodígios os não- somos sim importantes e especiais para algo ou alguém.
"Eu serei esquecido, mas as histórias ficarão. Então, nós todos somos importantes -talvez menos do que muito, mas sempre mais do que nada."
Além de tudo, a intrínseca fez um ótimo trabalho: Capa linda, folhas amareladas e ótimo espassamento. Não vi erros, se tiveram, foram poucos que não interferiram na leitura.
Não posso deixar de comentar aqui também as notas de rodapé! Elas estão na maioria das páginas e são bem divertidas e engraçadas. Algumas contém curiosidades interessantes, e eu tive que marcar várias :)
Já leram?
Bjs,
Laila Lizzy.







15 comentários:

  1. Realmente a capa é linda! Eu amei esse livro, John Green é um gênio!

    Bjs, Raquel.

    morethanaworld.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Esse livro é lindooo! Eu sou super fã. Na verdade, amo o John Green! Adorei tudo...

    Bjs

    www.universodosleitores.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi!
    estou bem curiosa em relação a esse livro. Todo mundo fala muito bem dele. Adorei sua resenha.

    Abraços,
    Marinah | Blog Marinah Gattuso

    ResponderExcluir
  4. O único livro que li do Green foi o Will & Will, mas queria muito ler A Culpa é das estrelas. E este também me chama muita atenção, ele parece ser super engraçado, amei a resenha.

    Abraços, Raquel.
    http://viajandoclivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Laila acredita que essa será minha próxima leitura? Vou ler durante a Maratona Literária. Fiquei bem feliz com o que você disse na resenha, pois me pareceu um bom livro.
    Beijos!
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Esse livro não me chama muita atenção...quero ler A culpa é das estrelas primeiro.
    Beijos!
    Paloma Viricio- Jornalismo na Alma.

    ResponderExcluir
  7. Laila, sou apaixonada pelo John Green e esse é o meu 3° preferido dele! Realmente, passa uma mensagem bem bonita!

    Beijos,
    Caroline.
    http://criticandoporai.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Olá, eu não sabia que o livro tinha essa pegada engraçada, adorei saber, eu não li nem o outro e nem esse, tenho medo de livros que emocionam demais sabe, UHAUAHUAU.

    Michelle Boyd
    The Little Things

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa, não tenha medo, os livros dele são ótimos haha <3

      Excluir
  9. Eu quero muito ler esse livro, eu já vi tantas resenhas e cada vez que eu vejo me dá mais vontade ainda u.u
    Mas ainda vou ler.. Ótima sua resenha. '-'

    Beijos.
    garotaeseuslivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. ótima resenha!! Morro de vontade de ter este livro!
    Abraço!
    Já estou seguindo seu blog!!!
    http://malucoporleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. esse é outro que ainda não li. Na verdade estou meio com um bloquei, porque não li A Culpa até hoje, então acho que penso que seria traição ler O teorema antes da grande obra do autor, rs
    Geralmente notas de roda pé me irritam, mas pelo que você falou elas são mais com sentido de divertir o leitor, e não ficar instruindo, certo? rs
    bjus
    meumundinhoficticio.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Gosto muito dos livros do John Green e tenho quase todas as obras, acho que falta apenas uma para completar essa coleção. Infelizmente, o único que já pude ler foi "A Culpa é das Estrelas" porque sem tempo e com a escola voltando, está muito difícil.

    Beijos, Fernanda.
    www.meianoiteequinze.com

    ResponderExcluir
  13. Esse é um livro tão amor. rsrs
    Eu tenho muita curiosidade por essa leitura, quem sabe em breve, tomara que ainda esse ano.

    Beijinhos.
    Clicando Livros

    ResponderExcluir
  14. Ah, adorei o post! Este é mais um dos meus livros desejados. Também estou louca para ler livros do John Green após ter lido A Culpa é das estrelas (e amado é claro!). Adorei a resenha, o que me fez ficar com mais vontade ainda de ler este livro LOGO! Beijos :)

    madeintheheart.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.