Resenha: O lado bom da vida


Título: O lado bom da vida (the silver linings playbook)
Autor: Matthew Quick
Editora: Intríseca

O Lado Bom da Vida
"Pat Peoples, um ex-professor na casa dos 30 anos, acaba de sair de uma instituição psiquiátrica. Convencido de que passou apenas alguns meses naquele “lugar ruim”, Pat não se lembra do que o fez ir para lá. O que sabe é que Nikki, sua esposa, quis que ficassem um "tempo separados". Tentando recompor o quebra-cabeças de sua memória, agora repleta de lapsos, ele ainda precisa enfrentar uma realidade que não parece muito promissora. Com seu pai se recusando a falar com ele, a esposa negando-se a aceitar revê-lo e os amigos evitando comentar o que aconteceu antes da internação, Pat, agora viciado em exercícios físicos, está determinado a reorganizar as coisas e reconquistar sua mulher, porque acredita em finais felizes e no lado bom da vida. Uma história comovente e encantadora, de um homem que não desiste da felicidade, do amor e de ter esperança."

Antes de mais nada quero dizer que para mim, foi muito difícil fazer essa resenha, porque eu fiquei com medo de soltar spoilers sem querer, mas não se preocupem, não há nenhum, já que eu tive o cuidado de revisar o post algumas vezes antes de publicar. Vamos lá.
Pat Peoples é um ex-professor de história que acaba de sair de uma instituição psiquiátrica, e ele acha que o tempo que passou no lugar ruim foram somente alguns meses, e também não se lembra o que fez para ter que ir para lá. A única coisa de que Pat tem certeza é que Nikki, sua ex-mulher pediu uma separação temporária por um tempo indeterminado, da qual ele se refere sempre como "tempo separados".
Quando Pat sai dessa instituição(que na verdade durou 4 anos, e não apenas meses), ele fica obcecado na ideia de fazer de tudo para reconquistar a esposa de volta. Ele agora passa todo seu tempo malhando exageradamente para compensar os quilos extras que ganhou quando ainda era casado, lendo livros de literatura que Nikki passa para seus alunos, praticando ser gentil ao invés de ter razão e outras coisas que ele acredita que trarão sua amada de volta.

"-Quantas flexões exatamente você vai fazer, Pat? -pergunta mamãe quando começo a segunda série de cem sem falar com ela.
 -Nikki... gosta... de... homens... com... peitoral... forte. -respondo pronunciando uma palavra a cada flexão, saboreando as gotas salgadas de suor que escorrem para dentro de minha boca."

De qualquer modo, todas essas coisas o tornam um novo homem, uma versão melhorada e mais sensível do Sr. Peoples. Uma pessoa que tenta ver o lado bom em todas as coisas, mesmo que elas se escondam muito bem, às vezes.
A narrativa é feita pelo seu próprio ponto de vista, e é um pouco engraçado ver as coisas aos olhos dele, já que ainda está em fase de reabilitação e algumas coisas que parecem óbvias para todo mundo, para ele não faz sentido:

"Ela {a filha pequena de Ronnie, amigo de Pat} gosta de cavar buracos na areia, e temos de prestar atenção para que ela não coma areia, o que me parece estranho; por que alguém ia querer comer areia?"

Durante quase todo o livro, Pat está convicto de que o motivo do tempo separados foi que ele não dava atenção à esposa, além de trabalhar o dia todo e de ter descuidado da sua aparência, mas bem perto do final, descobrimos que não foi esse a causa da separação e muito menos culpa de Pat (nesse ponto não vou/não posso entrar em muitos detalhes).
Paralelamente à esse tempo de dedicação a melhorar para que Nikki acabe com o tempo separados de uma vez, Pat começa uma improvável amizade com Tiffany, que está se recuperando da morte de seu marido, Tommy, que havia morrido a alguns anos, e pela qual Tiffany se sentia culpada e que afetou bastante sua saúde metal/física.
Os dois estão passando por momentos difíceis e parecidos e Tiffany decide ajudar Pat. Para isso ela propõe um acordo: ele terá que se apresentar em um concurso de dança junto com ela, e em troca ela lhe dará uma oportunidade de acabar com o tempo separados e reatar com Nikki.

***
Admito que conheci a obra primeiro pelo filme(que, aliás, ainda nem assisti) e depois fui procurar o livro. Eu adoro a Tiffany, com seu humor rude e seco, que proporcionou uma leitura descontraída e divertida, com certeza as partes em que ela aparece são as melhores.
Tenho que ser sincera quando digo que esperava algo diferente, mas mesmo assim eu gostei. Ao longo do livro, nós -leitores-, vamos descobrindo alguns fatos ao mesmo tempo em que Pat lembra deles, como o porque de ele ter uma cicatriz acima da sobrancelha direita, o porque dele sempre surtar quando começa a tocar Songbird, do Kenny G, e algumas outras coisas importantes e que se ligam em um ponto da história. 
Um ponto negativo no livro (pelo menos para mim), foram os capítulos sobre futebol americano, que eram maiores que os outros e tornavam a leitura chata e se arrastando devagar. Tudo bem que a paixão pelos Eagles juntava Pat, seu pai e seu irmão, mas eu já estava ficando irritada e entediada com aquelas cenas. Fora isso, o resto foi muito bom, incluindo nessa descrição o trabalho maravilhoso da editora: A capa tem uns detalhes bem legais no meio, tem a foto dos atores do filme (^^), e orelha -embora eu odeie marcar o livro com elas, não gosto quando não tem-. A lombada, diagramação, espaçamento e folhas (amareladas, yeeh! <3) me deixaram felizes. Não notei erros de revisão.

Para terminar, deixo um trecho retirado do livro, e que me deixou pensativa por algum tempo:

"{...} A maioria das pessoas perdeu a habilidade de ver o lado bom das coisas, embora a luz por trás das nuvens seja uma prova quase diária de que ele existe."


Bjs,

Laila Lizzy.














18 comentários:

  1. Hey.,
    Tenho muita vontade de ler esse livro, todo mundo que leu fala super bem. A capa resenha fico mais ansiosa. A capa ficou bem legal apesar de ser com a capa do filme. Ótima resenha.
    Beijocas,
    Cindy, Livros e Piratas. Visite blog. c:

    ResponderExcluir
  2. Amei sua resenha! Eu sou louca pra ler esse livro e ele já tá na minha lista! *u*

    Beijos,
    http://minhassinceridades.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá! Como você eu também vi o filme e só depois descobri que tinha livro. Ainda não li, mas a menina do meu blog que leu e fez a resenha adorou!

    Bjs

    www.universodosleitores.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Muito boa resenha, já quero ler esse livro.
    Seguindo seu blog.

    http://mundodeariel.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. "O Lado Bom da Vida" é um livro que tanta gente me indicou e eu tanto vejo resenha falando bem que se tornou quase uma obrigação cármica minha lê-lo. Gosto dos ideais que o livro proporciona a nos fazer pensar, e a Tiffany realmente é a queridinha do livro de toda a galera. *-* Mas sei que, atrás de toda a graça e delicadeza, é um livro de uma crítica muito grande.
    Vou comprar! Valeu pela dica. =D
    Beijos!

    Meu Outro Lado:
    http://mon-autre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Estou louca para ler e assistir o filme também.
    Conhecendo seu blog e adorando, parabéns.
    Beijos, Camila.

    http://www.truquesdestyling.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Amei sua resenha, Laila!
    A cada resenha que leio, fico com mais vontade de ler!
    E acho essa capa muito liinda! *-*
    Beijos.
    Capricornizando

    ResponderExcluir
  8. Oi,
    Eu tenho muita vontade de ler esse livro,
    só leio resenhas positivas a respeito e fico curiosa.
    Sua resenha ficou ótima.
    Beijos

    Mari - Stories And Advice

    ResponderExcluir
  9. Olá, Laila! Amei seu blog! Ele tem muito a ver com coisas que eu gosto (o que é um pouco difícil de encontrar) por isso estou amando!
    Este livro é um dos meus desejados a meses, mas infelizmente não pude adquiri-lo ainda... Após ler sua resenha maravilhosa fiquei mais interessada ainda! Adorei o post.
    Beijos, seguindo e indicando no meu blog :)!

    madeintheheart.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. ahhh eu queria ler esse livro, eu adorei o filme, o livro então, deve ser ótimo!
    flor seu blog é incrível, mt aconchegante e super fofo, eu amei
    parabens

    www.doce-vestido.com.br

    ResponderExcluir
  11. To louca pra ler esse livro, o filme é maravilhoso *-* Beijoss <3
    http://oblogdamandi.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Ainda não li o livro, nem o filme, mas meu amigo leu e disse que realmente era bom. Ele também me falou dos capitulos sobre futebol americano que o irritaram um pouco ^^ espero poder ler um dia

    Beijos linda
    sombradosdezoito.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Olha não quero te ofender,mais o nome do seu blog é plagiado.Existe um blog chamado roses and books que foi criado antes do seu.Espero que mude se não eu vou avisar a dona do Roses and Books original.Desculpe se me enganei.

    ResponderExcluir
  14. Olá Anômimo(a).
    Antes de mais nada quero esclarecer uma coisa: Eu não sou plagiadora. Muito pelo o contrário, acho ridículo quem faz e até já fui plagiada no Gotas de framboesa, um antigo blog meu. Todos os meus posts são pensados na minha própria cabeça e demoro dias escrevendo rascunhos no meu caderno para trazer sempre o melhor de mim para cá.
    Não tinha consciência de um outro blog com esse mesmo nome, até porque é impossível eu conhecer todos os blogs que existam por aí.
    Eu botei esse nome porque meu instagram literário que eu fiz a um bom tempo tem o mesmo nome, que a propósito, eu pensava ser único.
    Mas para não haver nenhum outro desagrado como este, vou mudar o nome.

    ResponderExcluir
  15. Já li o livro, mas não foi um dos meus favoritos. Na verdade, eu esperava muito mais dele. Não que tenha sido chato, apenas superestimado. E, concordo com você, os capítulos sobre os Eagles foram realmente bastante maçantes.

    ResponderExcluir
  16. Olá, Laila!
    Cheguei ao seu blog, através de uma gincana de um grupo no Skoob, onde a regra era seguir o blog citado acima, no tópico. Já estou seguindo, mas também quero parabenizar o seu blog, que está muito legal!

    Quanto ao "O Lado Bom da Vida", eu também esperava algo diferente. Mas quando comecei a olhar a narrativa pelo ponto de vista de Pat, diante dos problemas que ele tem, consegui perceber o que realmente o Matthew Quick quis passar com o livro. Gostei bastante da história e até participei da sessão de autógrafos, na Bienal do livro, e agora tenho ele autografado!

    Beijos, Miguel. Parágrafos e Capítulos.

    ResponderExcluir
  17. Obrigado, grande, grande resenha. Espero que em breve para ler o livro e contrastá-la com a adaptação, o que eu realmente gostei. Filme muito bom. Bem dirigido, um bom roteiro, divertido, inteligente. Jennifer Lawrence esta digna em seu personagem, ja mostrou que é uma excelente atriz, ja Bradley Cooper me surpreendeu. Filmes globais Cooper são muito bons, "Francotirador" é um de seus filmes mais bem sucedidos, eles recomendam. Voltando à história que nos interessa também gostaram… Atuações ótimas até mesmo dos coadjuvantes Robert De Niro e Jacki Weaver estão ótimos. Uma ótima historia, madura, diferente de todas essas comedias dramáticas/românticas. Vale muito apena acompanhar.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.