Playlist: Do fundo do baú

Expllosive
 
Pra quem não sabe, eu adoro coisas vintage. De objetos de decoração a filmes em preto e branco. Por isso, a primeira playlist do blog é de músicas antiguinhas que tocam frequentemente no meu celular. Espero que gostem!
 
 
                                 

As palavras

Growing up... | via Tumblr
 
Uma noite fria,
um pedaço de papel meio amassado e um lápis com ponta mal feita.
O mundo lá fora não para, o planeta continua girando, e as estrelas continuam no céu.
Os carros passam na rua, e os letreiros das lojas iluminam as avenidas.
Por fora tudo parece tão bem, tão certo. Mas não está.
A superfície está calma e tranquila, mas dentro de mim há uma galáxia inteira sem nome e com origem incerta, uma tristeza e um aperto que só as palavras conseguem descrever. Que não passa mesmo quando as lágrimas secam ou com um band-aid daqueles que os adultos costumavam botar no machucado do dedo da gente.

É difícil, sabe?

Guardar tudo para você, porque uma hora a barreira que contia toda a água se rompe, e você se vê diante de um oceano inteiro, que estava afogando você por dentro e por inteiro, e que você nem sabia.
E por isso eu escrevo.
Escrevo para lavar a alma e a consciência. Escrevo como bilhete para lembrar que tudo isso é temporário, e que as estações sempre mudam, uma hora ou outra.
Escrevo porque as palavras me escutam, me preenchem e me confortam quando o mundo inteiro parece estar de mal com você.
Escrevo porque as palavras são minhas amigas, e é até meio egoísta, tomar posse delas para falar em nome do que eu sinto por aqui.

Mas isso acalma, faz bem.
Tecnologia do Blogger.